betano

SEÇÕES

Valdemar Costa Neto deixa a prisão após ser solto por Moraes: “Foi tranquilo”

Na última quinta-feira (08), Valdemar foi preso durante buscas e apreensões feitas por agentes da Polícia Federal na sede do PL.

Na última quinta-feira (08), Valdemar foi preso durante buscas e apreensões feitas por agentes da Polícia Federal na sede do PL. | Foto: Brenno Carvalho/OGLOBO
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, deixou a prisão por volta das 22 horas deste sábado após ser solto por decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele estava na Superintendência Regional da Polícia Federal em Brasília. 

“Foi bem. Foi tranquilo”, disse Valdemar Costa enquanto deixava a penitenciária, enfatizando ainda que o advogado teria o impedido de acrescentar algo mais. 

Na última quinta-feira (08), Valdemar foi preso durante buscas e apreensões feitas por agentes da Polícia Federal na sede do PL. Na ocasião, ele estava em posse de uma arma de fogo sem licença para usá-la, o que o levou à detenção. Ainda durante as buscas, a PF encontrou uma pepita de ouro, sendo preso em flagrante suspeito de usurpação mineral.

Valdemar Costa Neto deixa a prisão após ser solto por Moraes | FOTO: Reprodução

De acordo com a decisão de Moraes, ele foi solto em função de condições como a idade, 74 anos, e o fato de não ter praticado os crimes que levaram ao flagrante com grave ameaça. O pedido de soltura foi apresentado pela defesa, e a Procuradoria-Geral da República (PGR) concordou com a revogação da prisão preventiva.

“Ocorre, entretanto, que, apesar de continuam presentes os requisitos ensejadores da prisão preventiva, algumas circunstâncias específicas devem ser analisadas, uma vez que o investigado é idoso, tendo 74 (setenta e quatro) anos, e não teria cometido os crimes com violência ou grave ameaça, tendo sido os objetos encontrados dentro de sua residência, no momento do cumprimento de mandado de busca e apreensão”, afirmou Moraes, na decisão.

O presidente do PL havia sido preso em flagrante e teve a prisão convertida em preventiva por Moraes. A defesa havia pedido a liberdade após a determinação mais recente, o que foi atendido neste sábado (10). Em nota, a defesa de Valdemar afirmou que "reafirma sua confiança no Poder Judiciário".



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site