betano

SEÇÕES

Delação de Mauro Cid levou a Polícia Federal à cúpula do golpismo

Os alvos da operação incluem importantes integrantes dessa trama, liderada de maneira pouco discreta pelo próprio ex-presidente

Mauro Cid e Jair Bolsonaro | Dida Sampaio/Estadão Conteúdo/CP
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Uma investigação da Polícia Federal (PF) revelou, nesta quinta-feira (8), detalhes de uma conspiração envolvendo políticos, militares, operadores e agitadores digitais com o objetivo de manter Jair Bolsonaro (PL) no cargo de presidente.Os alvos da operação incluem importantes integrantes dessa trama, liderada de maneira pouco discreta pelo próprio ex-presidente.

A ação da PF teve como base a delação do coronel Mauro Cid, auxiliar próximo de Bolsonaro, que forneceu informações cruciais sobre a organização por trás do suposto golpe. Cid, ex-ajudante de ordens da Presidência, revelou episódios que deram substância à conspiração, derrubando a narrativa de que se tratava apenas de delírios sem fundamento.

Segundo o depoimento do coronel, após a derrota nas eleições de reeleição, o ex-assessor Filipe Martins apresentou ao presidente uma minuta de decreto destinada a manter Bolsonaro no poder, convocar novas eleições e prender adversários. A atuação direta de Bolsonaro como líder do plano ficou evidente, já que ele teria apresentado o projeto aos chefes das Forças Armadas.

O almirante Almir Garnier dos Santos, comandante da Marinha, foi apontado como o único a manifestar apoio à tentativa de golpe. A PF também mirou figuras que atuaram publicamente nesse propósito, como o general Walter Braga Netto, que instrumentalizou o Ministério da Defesa para questionar a credibilidade das urnas eletrônicas, e Valdemar Costa Neto, que usou o Partido Liberal (PL) para contestar a votação.

A operação atinge o mais alto escalão de uma máquina que combinava recursos políticos e militares para interferir no processo democrático, levantando sérias preocupações sobre a estabilidade institucional do país.

Para mais informações, acesse realidadgeselina.com

Leia Mais


Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site