betano

SEÇÕES

CPMI dos atos de 8 de janeiro será instalada na próxima semana

A princípio, a data da primeira reunião estava prevista para a terça-feira (23), contudo, foi alterada em razão da votação do novo marco fiscal.

Congresso inicia investigação dos atos antidemocráticos na próxima semana | Fábio Rodrigues Pozzebom
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), que vai investigar os atos antidemocráticos de 08 de janeiro, será instalada no Congresso, na próxima quinta-feira (25). A princípio, a data da primeira reunião estava prevista para a próxima terça-feira (23), contudo, foi alterada em razão da votação do novo marco fiscal, que deverá ser feita na quarta (24), segundo o senador Otto Alencar (PSD-BA), que irá integrar o colegiado. As informações são da CNN.

Osnomes dos membros já foram indicados pelo Congresso. A presidência deverá ficar com o deputado Arthur Maia (União-BA), segundo líderes partidários. O partido, embora tenha cargos no primeiro escalão do governo, possui parlamentares que fazem oposição ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A legenda também indicou para o colegiado os senadores Soraya Thronicke (MS) e Davi Alcolumbre (AP) como membros titulares. Para a suplência, indicou Professora Dorinha (TO) e Sergio Moro (PR).

A estratégia dos aliados do governo é utilizar nomes de parlamentares que se destacaram durante a CPI da Pandemia, como os senadores Otto Alencar, Omar Aziz (PSD-AM), Randolfe Rodrigues (sem partido-AP) e Fabiano Contarato (PT-ES). Entre os nomes de governistas que também foram indicados como membros titulares estão: Eliziane Gama (PSD-MA), Rogério Carvalho (PT-SE) e Ana Paula Lobato (PSB-MA).

Como suplentes, foram indicados: Angelo Coronel (PSD-BA), Irajá (PSD-TO), Zenaide Maia (PSD-RN) e Augusta Brito (PT-CE), além de uma última vaga destinada ao PSB, cujo nome ainda não foi confirmado.

De acordo com o requerimento de criação da CPMI, a comissão será constituída por 16 senadores e 16 deputados, com igual número de suplentes, sendo um deles representante da Minoria em cada Casa. O grupo terá prazo de 180 dias para concluir os trabalhos.

Outras CPMIs em andamento na Câmara

Nesta quarta-feira (17), foram instaladas na Câmara dos Deputados, outras três Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs), que vão investigar a atuação do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), a manipulação do resultado de partidas de futebol e uma possível fraude financeira na empresa Americanas. Segundo a Câmara, os colegiados devem concluir seus trabalhos no prazo de 120 dias, prorrogáveis por mais 60 dias, se assim decidir a maioria de seus membros.

A comissão que vai investigar as invasões do MST será presidida pelo deputado Tenente Coronel Zucco (Republicanos-RS) e terá a relatoria do deputado Ricardo Salles (PL-SP).  Já a comissão que vai apurar a manipulação de resultados de partidas de futebol terá como presidente o deputado Julio Arcoverde (PP-PI) e relatoria coube ao deputado Felipe Carreras (PSB-PE). A possível fraude contábil da ordem de R$ 20 bilhões na Americanas será investigada na comissão presidida pelo deputado Gustinho Ribeiro (Republicanos-SE). Para relator, foi nomeado o deputado Carlos Chiodini (MDB-SC).



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site