betano

SEÇÕES

Bolsonaro busca sair ileso e empurra multa de R$ 510 mil para o PL pagar

O ex-presidente expressou a aliados que prefere não pagar a dívida do próprio bolso e recorreu ao partido

Valdemar Costa Neto e Jair Bolsonaro | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Oex-presidente Jair Bolsonaro (PL) busca transferir para o partido o ônus do pagamento da multa de R$ 425,6 mil imposta pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na semana passada, decorrente de sua condenação por abuso de poder político e econômico nas celebrações do Bicentenário da Independência. Essa multa, equivalente a dez vezes o salário mensal de Bolsonaro como presidente de honra do PL, se soma a outras penalidades, elevando o total a mais de R$ 510 mil.

Apesar de Bolsonaro ter condições de arcar com a multa, ele expressou a aliados que prefere não pagar do próprio bolso, argumentando que sua participação nos eventos de 7 de Setembro ocorreu na condição de candidato do PL à reeleição. Portanto, ele sugere que o partido assuma a responsabilidade financeira.

Especialistas e fontes do TSE afirmam que o PL pode financiar a multa desde que não utilize recursos públicos do Fundo Partidário. O partido, como pessoa jurídica, pode assumir a dívida com doações de pessoas físicas, mas é vedado o uso de recursos do fundo para esse fim.

A decisão do TSE também encaminhou o caso ao Tribunal de Contas da União (TCU) devido ao desvio de finalidade dos bens, recursos e serviços públicos nos eventos do Bicentenário. Se o TCU intervier, os custos para Bolsonaro e o PL podem aumentar.

Para mais informações acesse realidadgeselina.com

Leia Mais


Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site