betano

SEÇÕES

Irmão de PM morto em SP também era policial e foi assassinado em 2018

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Santos.

Samuel (à esquerda) e o irmão Kennedy morto a tiros em 2018 — Foto: Redes sociais | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

O assassinato de Samuel Wesley Cosmo,um policial militar da Rota, em Santos, litoral de São Paulo, marca a segunda morte em sua família em menos de seis anos. Seu irmão, Kennedy Willian Cosmo, também policial militar, foi vítima de um ataque a tiros em abril de 2018.

Na tarde de sexta-feira (2), o soldado Samuel Wesley Cosmo, 35, foi atingido por um tiro no rosto e não resistiu ao ferimento. Ele estava em serviço numa comunidade do Bairro Bom Retiro.Uma câmera policial gravou o momento em que o policialé atingido no olho por uma bala. Apesar dos esforços médicos, não resistiu aos ferimentos e faleceu na mesma noite, deixando esposa e duas filhas gêmeas ainda bebês. Seu sepultamento ocorreu no sábado (3) no Cemitério do Araçá, em São Paulo.

Kennedy, quatro anos mais novo que Samuel, foi assassinado aos 25 anos, em Santo André, ABC Paulista, enquanto saía do trabalho. Segundo relatos do Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF), ele foi alvejado por criminosos armados no estacionamento ao lado do 41º Batalhão Metropolitano da Polícia Militar (BPM) em 7 de abril de 2018. Apesar de ter sido socorrido e levado ao Centro Hospitalar de Santo André, não resistiu aos ferimentos.

Os detalhes do assassinato de Samuel indicam que ocorreu na Praça José Lamacchia, no bairro Bom Retiro, por volta das 17h da última sexta-feira (2). Enquanto ele e outros dois policiais avançavam pela comunidade conhecida como "Mangue Seco" para reprimir o tráfico de drogas, um suspeito armado vestindo azul apareceu nas imagens da câmera corporal da vítima. O suspeito atirou contra Samuel, atingindo-o fatalmente no olho direito. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Santos.

A polícia encontrou um celular, um carregador de pistola e um estojo de munição 9mm no local do crime, que foram apreendidos para investigação. Uma Operação Escudo, destinada a reprimir crimes contra as forças de segurança, está em andamento no litoral para identificar e prender os suspeitos envolvidos no caso.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site