betano

SEÇÕES

Bandido que matou segurança de supermercado possui 11 anotações criminais

Segundo as investigações, Rildo abordou Jorge Luís, que tentava sair do supermercado com barras de chocolate furtadas.

Bandido que matou segurança de supermercado possui 11 anotações criminais | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Jorge Luís Gomes da Silva, de 29 anos, que matou o segurança Rildo de Oliveira Torres nesta quinta-feira (18) após ser impedido de roubar no Supermercado Guanabara, possui 11 anotações pelo crime de furto. De acordo com a Polícia Civil do Rio de Janeiro, neste caso, ele vai responder por homicídio qualificado e furto.

O criminoso foi preso em flagrante horas após assassinar Rildo, com duas facas supostamente furtadas da sessão de churrasco do estabelecimento onde a vítima trabalhava, na Rua Maxwell, em Vila Isabel. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).

Segundo as investigações, Rildo abordou Jorge Luís, que tentava sair do supermercado com barras de chocolate furtadas. Enquanto era conduzido pelo profissional, o homem conseguiu fugir e, pouco tempo depois, retornou ao supermercado com duas facas e atingiu a vítima com dois golpes. 

Com o criminoso, foi apreendida duas facas | FOTO: Polícia Civil

Jorge Silva fugiu, mas foi preso pouco tempo depois por policiais do 6ºBPM (Tijuca), que agiram com apoio da 6º Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) dos Macacos. Segundo a rede de supermercados Guanabara, o funcionário chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Federal do Andaraí, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O presidente do Sindicato dos Comerciários, Márcio Ayer, e membros da diretoria estiveram nesta quinta-feira no supermercado para prestar apoio aos funcionários e colegas do segruança.

"Não tenho palavras para expressar meu lamento e, desde já, quero ressaltar que estou totalmente à disposição da família do Rildo. Estamos aqui para garantir que a empresa estabeleça irrestrito acompanhamento ao estado de saúde psicológica de todos os funcionários, testemunhas neste crime traumático. Também destaco aqui a importância da abertura da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT)", afirmou Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

ASSISTA!



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site