betano

SEÇÕES

Makelly Castro: Acusado de matar travesti é absolvido pela Justiça

O crime aconteceu em 2014; Makelly foi encontrada morta na zona Sul

FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

O jornalista e ex-professor universitário Luís Augusto Antunes, acusado de assassinar a travesti Makelly Castro em 2014, foi absolvido por 4 votos a 3 em julgamento que terminou na noite desta quinta-feira (5, no prédio do Tribunal de Justiça. 

O julgamento foi presidido pela juíza Maria Zilmar Coutinho. Seis homens e uma mulher formaram o Conselho de Sentença. 

O promotor Ubiraci Rocha afirmou ao realidadgeselina.com que o Conselho de Sentença reconheceu o acusado como autor do delito, mas mesmo assim resolveu absolvê-lo por 4 votos a 3 pelo homicídio qualificado.

'Isso demonstra infelizmente o preconceito à condição da vítima por ser travesti',  disse Rocha.

Fica a critério do Tribunal de Justiça para decidir se haverá um novo julgamento do caso. 

O julgamento começou às 8h da manhã, teve uma pausa para almoço e seguiu durante a tarde e noite.

Durante a manhã foram ouvidas as testemunhas arroladas pelo Ministério Público. Luís Augusto Antunes é suspeito de ter tentado matar uma travesti no mesmo período em que aconteceu o crime contra Makelly Castro. A defesa do jornalista alegoiu que o réu não cometeu o crime e que ele somente foi preso pelo fato de ser negro. 

"Quando há um crime em um determinado local, se tiver um negro, não tem jeito, ele vai “pagar o pato”, essa é a realidade, ainda hoje existe isso no Brasil. Ele está pagando por ser negro, essa é a grande verdade", disse o advogado de defesa Gilberto Alves. 



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site