betano

SEÇÕES

Produtores rurais do Piauí denunciam esquema de fraude para posse de terras

Segundo as denúncias, a área atingida ultrapassa 50 mil hectares.

Produtores rurais do Piauí acusam Incra de manipular sistema de georreferenciamento | Foto: Azael Pizzolato Neto/Arquivo Pessoal
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

A Associação de Produtores de Soja do Piauí (Aprasoja-PI) comunicou que tem recebido reclamações de diversos produtores rurais, há mais de décadas no estado, sobre uma mudança de comportamento em relação à postura da Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no Piauí. Com informações da revista Veja.

Servidores do órgão estão sendo acusados por produtores rurais de manipular o sistema de georreferenciamento, que é utilizado para se mensurar o tamanho das terras, e entrar com recursos para pleitear áreas de produção.

Apesar de não servir como um certificado de posse, segundo a denúncia ouvida pela Aprasoja, o georreferenciamento vem sendo utilizado por posseiros e grileiros para apresentar confrontações de proprie e tomar terras produtivas. Segundo as denúncias, a área atingida ultrapassa 50 mil hectares. 

Para a realização das medições, técnicos do Incra precisam ir a campo para medir as propriedades rurais. Segundo levantamentos internos da Aprasoja, as medições fraudulentas teriam sido realizadas de madrugada — sem autorização ou conhecimento dos proprietários. Através de nota, o Incra frisou que os servidores do Incra não podem prestar serviços de georreferenciamentopara proprietários de imóveis particulares. 

"Eles [técnicos] só podem georreferenciar imóveis públicos de interesse da autarquia, como assentamentos da reforma agrária e glebas públicas federais. O detentor do imóvel particular deve contratar um responsável técnico para realizar a demarcação georreferenciada da sua área. O profissional precisa estar habilitado no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) e credenciado junto ao Incra", diz a nota.

O órgão ainda comunicou que eles não têm vínculo profissional com o Incra, porém, são monitorados permanentemente. "Caso os serviços executados não sigam as normas exigidas, podem sofrer desde advertências até a exclusão da listagem de credenciados", diz o Incra.

A direção da Aprasoja afirm que encaminhou os dados coletados junto aos produtores para a representação federal da Associação em Brasília, que deverá formalizar a denúncia e conduzir a cobrança das devidas providências junto aos órgãos responsáveis em caso de comprovação.

"O georreferenciamento de imóveis rurais é o instrumento que o Incra para dimensionar a localização do imóvel rural  e serve como base para regulamentação e identificação das áreas", afirma a Associação de Produtores de Soja do Piauí.

Leia a nota completa do Incra

O georreferenciamento dos imóveis rurais é executado conforme orientações da 2ª edição do Manual Técnico para Georreferenciamento de Imóveis Rurais, aprovada pela Portaria Incra nº 2.502/2022.

Os servidores do Incra não podem prestar serviços de georreferenciamento para proprietários de imóveis particulares. Eles só podem georreferenciar imóveis públicos de interesse da autarquia, como assentamentos da reforma agrária e glebas públicas federais.

O detentor do imóvel particular deve contratar um responsável técnico para realizar a demarcação georreferenciada da sua área. O profissional precisa estar habilitado no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) e credenciado junto ao Incra.

Eles não têm vínculo profissional com o Incra, porém, são monitorados permanentemente. Caso os serviços executados não sigam as normas exigidas, podem sofrer desde advertências até a exclusão da listagem de credenciados.

A certificação do georreferenciamento do imóvel rural, criada pela Lei 10.267/2001 e realizada exclusivamente pela autarquia, é a garantia de que os limites de determinado imóvel não se sobrepõem a outros e que a realização do georreferenciamento obedeceu as especificações técnicas legais.

Essas e outras informações sobre o processo de georreferenciamento estão disponíveis no site do Sigef (https://sigef.incra.gov.br/).



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site