betano

SEÇÕES

Mulher mata as duas filhas e tira a própria vida após não aceitar fim do relacionamento

Jéssica Silva do Nascimento é suspeita de provocar a morte de suas filhas na praia da Pedra do Sal

Mulher é suspeita de matar as duas filhas e cometer suicídio em Parnaíba. Na foto, Jéssica Silva, 33, Alice, 5, e Letícia, 10. | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Uma mulher identificada como Jéssica Silva do Nascimento, de 33 anos, é suspeita de causar a morte desuas duas filhas no município de Parnaíba, no litoral do Piauí, na noite de terça-feira (19). Jéssica foi achada morta horas depois com sinais de suicídio.

Conforme informações Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros que atua na região litorânea do estado, primeiro ela provocou um incêndio em sua residência, situada no conjunto Raul Bacelar, onde morava com as duas meninas, Alice, 5 anos e Letícia, de 10.

Após iniciar o incêndio, a suspeita deixou a casa com as duas filhas em uma motocicleta em direção à praia da Pedra do Sal, onde as duas crianças foram encontradas desacordadas. De acordo com o Corpo de Bombeiros, há indícios de que Jéssica tenha afogado as crianças. Alice e Letícia foramlevadas ao Hospital Nossa Senhora de Fátima, mas elas já estavam mortas.

Jéssica teria incendiado a pŕopria casa antes de matar as flhas (Foto: Reprodução)

Horas depois, Jéssica Silva foi encontrada morta em um bar próximo à praia, levantando a principal suspeita de suicídio. De acordo com a Polícia Militar, existem mensagens indicando que ela não aceitava o término do relacionamento com seu então parceiro, identificado apenas como Paulo.

O comandante do Batalhão da PM no litoral do Piauí, coronel Erisvaldo Viana Lima, supõe que a mulher teve um surto psicótico.

"Ela surtou, teve um surto psicótico depois que marido falou que não queria mais o casamento. Depois da conversa, ela ateou fogo na casa, foi pegar uma motocicleta e levou as duas filhas para a praia Pedra do Sal” comentou o coronel. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Com informações do repórter Carlos Mesquita.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site