betano

SEÇÕES

Baretta fala sobre investigação de latrocínio contra motorista de aplicativo

Baretta disse ainda que, no momento, a investigação aponta crime de latrocínio e que o trabalho da polícia está em andamento

Baretta fala sobre investigação de latrocínio contra motorista de aplicativo | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Na madrugada de domingo (10), Marcos Venício Cordeiro Silva Filho, motorista de aplicativo, de 23 anos, foi assassinado durante um assalto no bairro Lourival Parente, na zona Sul de Teresina. O crime ocorreu na Rua Marechal Dutra. Na ocasião, Marcos Venício e um amigo pararam o veículo, quando foram abordados por dois homens em uma motocicleta, anunciando o assalto.

Apesar de descer do veículo, Marcos Venício foi vítima de violência, resultando em um disparo de arma de fogo que o atingiu fatalmente. Em seguida, os bandidos fugiram levando o carro da vítima. Apesar dos esforços de socorro, Marcos Venício não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital de Urgência de Teresina.

Horas depois, o carro do motorista de aplicativo foi localizado completamente incendiado, no bairro Santo Antônio, zona sul. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada por populares, mas, quando chegaram ao local, o veículo já havia sido consumido pelas chamas.

Em entrevista ao programa Bom Dia betano, o delegado Francisco Costa, o Baretta, coordenador da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que, os policiais de plantão receberam o chamado e foram prontamente ao local de crime para realizar os primeiros levantamentos.

"A ocorrência foi comunicada ao nosso plantão de atendimento de local de crime e policiais foram prontamente ao atendimento e chegando lá no local o rapaz já tinha sido levado para o HUT, para os primeiros socorros, onde não resistiu, mas, mesmo assim, nós fizemos todos os levantamentos, e entrevistas com pessoas, foi apurado preliminarmente que, ele estava no local, se despedindo de um amigo quando foi abordado pelos dois meliantes. Segundo narra o amigo, teve uma pequena discussão onde o indivíduo efetuou o disparo no peito da vítima", disse Barêtta.

Baretta disse ainda que, no momento, a investigação aponta crime de latrocínio e que, apesar do veículo incendiado, o investigador conseguirá pegar muitas informações que ajudarão no trabalho policial.

"Até o momento a investigação está encaminhada para um crime de latrocínio, do roubo seguido de morte, inclusive o carro foi localizado ontem, queimado, talvez para apagar algum vestígio, só que, pelo contrário, o investigador experiente, ele vai pegar muitas informações com a queima daquele carro. Se o bandido pensou em destruir provas, às vezes ele constrói muitas provas contra ele mesmo. Eu já estou dando o despacho aqui para a equipe da Delegacia de Homicídio Sul, que tem à frente o delegado Danúbio, para dar seguimento à investigação", disse.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site