betano

SEÇÕES

Aprovado em 1º lugar em medicina da UFPI fazia 5 simulados e 3 redações por semana

O estudante também alcançou a sonhada aprovação na Universidade de São Paulo (USP), uma das maiores e melhores instituições de educação do Brasil, em sexto lugar

Aprovado em 1º lugar em medicina da UFPI fazia 5 simulados e três redações por semana | Raissa Morais
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Aos 18 anos, Eduardo Ramos Milheiro foi aprovado em primeiro lugar na Universidade Federal do Piauí (UFPI) no curso mais concorrido da instituição: o de medicina. O estudante do colégio São José também alcançou a sonhada aprovação na Universidade de São Paulo (USP), uma das maiores e melhores instituições de educação do Brasil, em sexto lugar. 

Através do Sistema de Seleção Unicada (Sisu), que teve resultado divulgado nesta terça-feira (30), no portal do programa, Eduardo também garantiu o primeiro lugar geral para os cursos de medicina na Universidade Estadual do Ceará (UECE) e na Universidade Regional do Cariri (URCA). Além disso, em Teresina, ele conquistou mais um feito, e foi aprovado em primeiro lugar  em medicina em uma instituição privada.

Eduardo Ramos Milheiro, de 18 anos, foi aprovado em 1º lugar Medicina na UFPI (Foto: Raissa Morais) 

Eduardo revelou ao realidadgeselina.com não ter abdicado de redes sociais ou encontros com amigos, mas frisou ter sido bem dedicado à rotina e ao método de estudo adotado por ele, com a realização de cinco simulados e três redações dissertativas argumentativas por semana. 

“Eu passei a focar meus estudos em medicina em 2022. A coisa que eu mais fazia era simulado porque o estudo ativo nunca me ajudou muito. A partir do momento em que passei a apostar nos simulados, minha nota também começou a crescer”, falou.

Segundo ele, os simulados, que consistem em um compilado de exercícios dispostos da mesma forma que o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), fizeram com que ele entendesse e criasse familiaridade com as provas do certame. 

O jovem, que sempre estudou em escola particular, revelou que há pouco tempo medicina não era a primeira nem a sua segunda opção de curso. Ele sonhava em fazer Direito e também tinha interesse em seguir na carreira militar. “Eu queria direito até certo tempo, há mais ou menos dois anos. Depois, eu decidi que estava interessado em ter uma carreira militar, queria fazer EsPCEx [Escola Preparatória de Cadetes do Exército], mas acabei desistindo porque não era meu perfil de profissão. Quando estava no segundo ano do ensino médio, em 2022, eu percebi que se eu fizesse medicina seria melhor. A minha tia e o meu irmão são médicos, então eu sabia mais sobre a profissão, sempre tive uma admiração”, contou.

Questionado sobre o motivo de ter escolhido a Univesidade Federal do Piauí, ele respondeu que a praticidade no deslocamento, a admiração pela instituição e a necessidade de estar ao lado da família e de amigos durante os estudos o convenceram a escolher a federal.

Eduardo Ramos Milheiro, de 18 anos, foi aprovado em 1º lugar Medicina na UFPI (Foto: Raissa Morais) 

“A UFPI tinha a melhor localização para mim e sempre que comecei a estudar para medicina, pensava nela. Não precisaria mudar, nem me separar de familiares e amigos. Assim que eu comecei a estudar para medicina, decidi por ela”, contou.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site