betano

SEÇÕES

Acusado de matar o dono da Medley Academia é condenado a mais de 33 anos de prisão

Leandro Rodrigues foi condenado neste domingo (03).

Acusado de matar o dono da Medley Academia é condenado a mais de 33 anos. | Divulgação
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Leandro Rodrigues de Sousa, acusado de matar o proprietário da Medley Academia, Marcelo Henrique Amorim da Silva, durante assalto no dia 09 de julho de 2018, na avenida Gil Martins, no bairro Tabuleta, foi condenado. A sentença totalizou mais de 33 anos de prisão, pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte) e roubo.

Na ocasião, a juíza Valdênia Moura Marques de Sá, substituindo o juiz titular da 7ª Vara Criminal Teresina, reforçou a autoria do acusado na prática do crime de roubo com resultado fatal contra o empresário. Além disso, uma sentença de 10 anos de prisão foi imposta ao réu pelo roubo cometido em um posto de combustíveis.

"restou confirmada, ficando evidenciado no presente caso o "animus necandi" do referido denunciado ao disparar contra a vítima na região do tórax, sendo que as provas produzidas nos autos mostram-se mais que suficientes para embasar o decreto condenatório, com a procedência da denúncia no que se refere ao delito em comento", pontuou a magistrada, 

Somando-se as condenações, o réu foi sentenciado a um total de 33 anos, 8 meses e 13 dias de prisão: A magistrada proferiu uma sentença de 23 anos e 4 meses de reclusão para o réu, devido ao crime de latrocínio cometido contra o empresário. Além de uma pena de 10 anos, 4 meses e 13 dias de reclusão pelo assalto perpetrado no Posto Jacuturu, que ocorreu após o assassinato de Marcelo Henrique.

RELEMBRE O CASO

Marcelo Henrique Amorim foi atingido com um tiro no rosto por volta das 16h30, do dia 09 de julho de 2018, após suposta reação durante assalto no momento em que chegava ao seu estabelecimento, academia Medley, localizada na Avenida Gil Martins, zona Sul de Teresina. 

Após ser alvejado, Marcelo Henrique foi levado no carro dos funcionários da academia Medley para o Hospital de Urgências de Teresina (HUT), mas não resistiu e morreu dentro do veículo sendo encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML).

Leandro foi preso no dia 21 de julho ao ser abordado com uma motocicleta roubada em um baile de reggae, no bairro Satélite, zona Leste da capital. Durante a ação dos policiais, o acusado se apresentou usando o nome do irmão, mas teve a verdadeira identidade revelada no dia seguinte.  




Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site