betano

SEÇÕES

Vinícola Aurora pede desculpas a trabalhadores explorados no RS

Homens foram contratados para trabalhar na safra da uva e contaram terem sofrido agressões com choques elétricos, spray de pimenta e terem sido submetidos a cárcere privado e agiotagem.

Empresa pede desculpas a trabalhadores em situação análoga à escravidão | Divulgação
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Em carta aberta "à sociedade brasileira", a Vinícola Aurora, acusada de se beneficiar de trabalho análogo a escravidão no Rio Grande do Sul, pede desculpas e diz que ocorrido é motivo de vergonha e fúria. A manifestação foi publicada no site da empresa nesta quinta-feira (02).

Empresa pede desculpas a trabalhadores em situação análoga à escravidão | Foto: Reprodução

"Aprendemos com aqueles que vieram antes que, sem trabalho, nada seríamos. O trabalho é sagrado. Trair esse princípio seria trair a nossa história e trair a nós mesmos. Entretanto, ainda que de forma involuntária, sentimos como se fora isso que fizemos", afirmou a Vinícola.

Ao longo do texto, a Vinícola Aurora se desculpa com trabalhadores baianos que foram resgatados em 22 de fevereiro e diz que "ninguém mais do que eles trazem, nos ombros curados pelo Sol, o peso de uma prática intolerável, ontem, hoje e sempre". 

Empresa pede desculpas a trabalhadores em situação análoga à escravidão | Foto: Reprodução

A empresa também pede desculpas ao povo brasileiro e afirma que erros não voltarão a acontecer. "Já cometemos erros, mas temos o compromisso de não repeti-los. Como empresa, garantimos que a atenção a um tema que nos é tão relevante será redobrada, práticas serão revistas, e todas as garantias para que um episódio indesculpável como esse não venha a se repetir serão tomadas."

RELEMBRE O CASO

No dia 22 de fevereiro uma operação feita em conjunto pelos agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal (PF) e do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) resgatou mais de 200 trabalhadores que viviam em situação degradante de trabalho em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha.

A maioria viajou da Bahia para o Rio Grande do Sul com a promessa de um salário de R$ 4.000. Os trabalhadores relataram violências físicas, longas jornadas de trabalho, atrasos nos pagamentos e oferta de alimentos estragados. 

Empresa pede desculpas a trabalhadores em situação análoga à escravidão | Foto: Reprodução

A empresa terceirizada Fênix Serviços Administrativos e Apoio a Gestão de Saúde LTDA era responsável pelo alojamento dos trabalhadores e prestava serviços para as vinícolas Aurora, Cooperativa Garibaldi e Salton.

CONFIRA A NOTA!

No início do século passado, algumas famílias italianas cruzaram o Atlântico à procura de dias melhores. Nas malas, poucas peças de roupa, uma ou outra foto desbotada, muita coragem e um sonho: refazer a vida em um país estranho. A Vinícola Aurora nasceu desse sonho. Desse sonho e de muito trabalho.

O trabalho que sempre correu nas veias de nossos fundadores logo se misturou a esta terra, espalhou-se por entre os parreirais, nutriu cada planta com um inegociável senso de respeito pelas mãos que a semearam, que a colheram, que a ajudaram a ser da uva, o vinho, e a ganhar o mundo, reconhecimentos e, mais importante, ganhar um lugar à mesa e no coração dos brasileiros.

Os recentes acontecimentos envolvendo nossa relação com a empresa Fênix nos envergonham profundamente. Envergonham e enfurecem. Aprendemos com aqueles que vieram antes que, sem trabalho, nada seríamos. O trabalho é sagrado. Trair esse princípio seria trair a nossa história e trair a nós mesmos. Entretanto, ainda que de forma involuntária, sentimos como se fora isso que fizemos.

Primeiramente, gostaríamos de apresentar nossas mais sinceras desculpas aos trabalhadores vitimados pela situação. Ninguém mais do que eles trazem, nos ombros curados pelo Sol, o peso de uma prática intolerável, ontem, hoje e sempre. A testa daqueles que fazem o Brasil acontecer, todos os dias, às custas do seu suor honesto, deveria estar sempre erguida, orgulhosa, e nunca subjugada pela ganância de uns poucos. Repudiamos isso com todas as nossas forças.Em seguida, sentimo-nos obrigados a estender essas desculpas ao povo brasileiro como um todo, não apenas como discurso, mas como prática. Já cometemos erros, mas temos o compromisso de não repeti-los. Como empresa, garantimos que a atenção a um tema que nos é tão relevante será redobrada, práticas serão revistas, e todas as garantias para que um episódio indesculpável como esse não venha a se repetir serão tomadas. Temos um longo caminho pela frente, mas todo longo caminho começa com um primeiro passo, e ele é dado agora.

Desde já estamos trabalhando em um programa robusto que deve implementar mudanças substanciais nas dinâmicas da Vinícola Aurora. Essas mudanças devem qualificar não apenas a nossa relação com todos os parceiros, na busca de obtermos controle sobre os processos como um todo, mas também nas práticas e políticas internas da empresa e quanto ao nosso papel enquanto agente econômico, social e cultural de destaque em nossa região e a responsabilidade que advém disso.

Acreditamos nos valores que queremos reafirmar para nos tornarmos dignos da confiança do Brasil mais uma vez e espalhar o seu nome aos quatro cantos do mundo, em cores vivas e pujantes e não em notas cinzas como a que atravessamos neste momento. Esperamos sair do outro lado como uma empresa melhor. Estamos aqui, com a mente e o coração abertos, a começar tudo de novo, se for preciso, como fizeram nossos antepassados ao aqui desembarcarem. Apenas, ao contrário deles, que eram pura incerteza sobre uma terra estranha, fazemos isso com a convicção de ser este um país maravilhoso que merece o melhor de nós.

Trabalho não nos assusta. Deveria ser sempre uma fonte de alegria e realização. E a Vinícola Aurora não medirá esforços para colaborar com a construção de um mundo em que o respeito, o orgulho e a realização façam parte da vida de cada trabalhador.

Sinceramente,

Cooperativa Vinícola Aurora



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site