betano

SEÇÕES

Saiba quem é Renálida Lima, a 'pastora do pix' que ostenta uma vida luxuosa

A pastora ganhou destaque sob o apelido peculiar de “A Pastora do Pix”

Saiba quem é Renálida Lima, a 'pastora do pix' que ostenta uma vida luxuosa | Reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Renálida Lima, de 39 anos, autodeclarada pastora, é mais uma figura religiosa presente nas redes sociais. Recentemente, seu estilo de vida luxuoso e extravagante tem chamado a atenção. Por meio das redes ela solicita contribuições via Pix em troca de orações. Atualmente ela possui mais de três milhões de seguidores em uma rede social. 

Renálida vai além de compartilhar conteúdos religiosos; ela ostenta uma vida repleta de luxo, incluindo viagens, roupas de grife, joias e procedimentos estéticos, o que tem gerado críticas e questionamentos. A pastora ganhou destaque sob o apelido peculiar de “A Pastora do Pix”.

A autodeclarada pastora exibe uma vida de luxo nas redes (Foto: Reprodução)

Ela desafia os seguidores a realizar contribuições financeiras usando o Pix, utilizando até mesmo o CPF do ex-marido e o seu próprio. Agora, os Pix são direcionados para o CNPJ da igreja que lidera, a Comunidade Profética Atos 2.

Durante uma das polêmicas transmissões ao vivo, Renálida lançou um desafio: “Deus está falando com 15.500 pessoas. Aleluia! Se você está aqui, faça esse voto, esse propósito comigo”. Mesmo diante de possíveis objeções, ela ressaltou: “Não estou forçando ninguém, nem obrigando a nada”. Usando uma jaqueta da Gucci, avaliada em mais de R$ 11 mil, ela explicou a proposta, sugerindo que os fiéis fizessem um voto financeiro correspondente à sua idade.

Pastora Renálida Lima (Foto: Reprodução)

Em outro vídeo, a pastora foi ainda mais audaciosa, propondo que “ninguém é pobre demais para não fazer um voto de R$ 7”. A ostentação de Renálida gerou críticas, piadas e apelidos como “Gretchen gospel”, “profeta sensual” e “Jezabel gospel”, mas o mais popular é “pastora do Pix”.

As controvérsias extrapolaram as redes sociais, com relatos de que a pastora estaria cobrando ingressos para a participação nos cultos, o que resultou em diversas críticas. O apresentador de Tv da Paraíba, fez críticas ao vivo em seu programa, exibindo prints que mostravam a cobrança de R$ 50,00 para a entrada nos cultos.

A vida de luxo da “Pastora do Pix” tem gerado debates sobre a ética financeira nas instituições religiosas, enquanto seus seguidores enfrentam o dilema entre a fé e a ostentação. A história de Renálida Lima destaca os desafios e a complexidade enfrentados pelos líderes religiosos no mundo contemporâneo, onde a transparência e a prestação de contas se tornaram ainda mais cruciais.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site