betano

SEÇÕES

Primeiro ato do presidente Milei foi reduzir o número de ministérios; entenda

Milei destacou que essa medida é o primeiro passo para conter os gastos públicos, uma das principais prioridades enfatizadas durante seu discurso no domingo.

Solenidade de posse do novo presidente da Argenina Milei | Natacha Pisarenko/AP
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Neste último domingo (10), Javier Milei foi oficialmente empossado como presidente da Argentina e imediatamente assinou seu primeiro decreto, reduzindo o número de ministérios do país pela metade, de dezoito para nove. O governo ultraliberal liderado por Milei terá pastas como Interior, Relações Exteriores, Comércio Internacional e Culto, Defesa, Economia, Infraestrutura, Justiça, Segurança, Saúde e Capital Humano.

Na oportunidade, Milei destacou que essa medida é o primeiro passo para conter os gastos públicos, uma das principais prioridades enfatizadas durante seu discurso no domingo. Ele argumentou que a solução para os desafios econômicos do país passa por um ajuste no setor público, que recairá sobre o Estado, e não sobre o setor privado.

O presidente recém-empossado reconheceu que, no curto prazo, a situação pode se agravar antes de apresentar melhorias com a implementação de medidas eficazes, enfatizando a falta de recursos do governo. Ele alertou para os impactos negativos previstos na atividade econômica, emprego e no aumento da pobreza e indigência. Milei prevê um período de estagflação, uma combinação de estagnação econômica e inflação alta, mas destacou que será uma realidade distinta dos últimos 12 anos.

Leia Mais

Apesar dos desafios que vai enfrentar em sua administração, Milei expressou a convicção de que esse é o último amargo necessário para iniciar a reconstrução da Argentina. Ele reconheceu a complexidade da tarefa, mencionando que cem anos de fracasso não serão revertidos de imediato, mas sublinhou que é o início desse processo. O discurso, realizado nas escadarias do Congresso, representou uma quebra de protocolo, já que tradicionalmente ocorre dentro do parlamento.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site