betano

SEÇÕES

Veja como fica a nova tabela do Imposto de Renda 2024, após isenções de Lula

A principal mudança é a isenção do tributo para aqueles que recebem até dois salários mínimos, o equivalente a R$ 2.824

Imposto de Renda de 2024 | Luis Lima Jr./Fotoarena/Estadão Conteúdo
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Na última terça-feira (6), o governo promoveu uma atualização na tabela do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) para o ano de 2024, por meio da Medida Provisória Nº 1.206/2024. A principal mudança é a isenção do tributo para aqueles que recebem até dois salários mínimos, o equivalente a R$ 2.824.

De acordo com informações do Ministério da Fazenda, essa alteração beneficiará aproximadamente 15,8 milhões de brasileiros, englobando empregados, autônomos, aposentados, pensionistas e outras pessoas físicas com renda de até R$ 2.824.

A medida, após a publicação, será encaminhada ao Congresso Nacional para análise, com prazo máximo de 120 dias para apreciação.

A decisão de elevar o limite de isenção resultará em uma renúncia fiscal por parte do governo federal. Estima-se que em 2024, essa renúncia será de R$ 3,03 bilhões, valor que aumenta para R$ 3,53 bilhões em 2025 e R$ 3,77 bilhões em 2026.

Mas por que essa atualização foi necessária?

O teto para isenção no Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) estava estabelecido em R$ 2.640, considerando dois salários mínimos em 2023. Com o reajuste do salário mínimo de R$ 1.320 para R$ 1.412 em 2023, os trabalhadores que recebiam menos de dois salários mínimos seriam tributados pela Receita Federal.

Dessa forma, o governo, por meio da MP, ajustou a primeira faixa da tabela progressiva mensal do IRPF, elevando o limite de aplicação da alíquota zero em 6,97%. O valor limite passa de R$ 2.112,00 para R$ 2.259,20.

O contribuinte com rendimentos mensais de até R$ 2.824,00 será beneficiado com a isenção, pois, ao subtrair o desconto simplificado de R$ 564,80, a base de cálculo mensal atinge exatamente R$ 2.259,20, o limite máximo da faixa de alíquota zero da nova tabela.

Importante ressaltar que o desconto de R$ 564,80 é opcional. Quem possui direito a descontos maiores, conforme a legislação vigente (previdência, dependentes, alimentos), não será prejudicado em suas deduções na declaração completa.

Confira abaixo a tabela do IRRF em 2024, atualizada com as novas faixas de dedução:

Tabela do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) em 2024

  1. Até R$ 2.259,20: alíquota 0%, parcela a deduzir do IR R$ 0
  2. De R$ 2.259,21 até R$ 2.826,65: alíquota 7,5%, parcela a deduzir do IR R$ 169,44
  3. De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05: alíquota 15%, parcela a deduzir do IR R$ 381,44
  4. De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68: alíquota 22,5%, parcela a deduzir do IR R$ 662,77
  5. Acima de R$ 4.664,68: alíquota 27,5%, parcela a deduzir do IR R$ 896

Para mais informações, acesse realidadgeselina.com

Leia Mais


Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site