betano

SEÇÕES

Aluno do Instituto São José conquista 1º lugar em Medicina na UFPI

João Pedro atingiu a pontuação de 825,38, garantindo a vaga no sistema de ampla concorrência

alunos | reprodução
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Oestudante João Pedro Moraes Lima, de 19 anos, foi aprovado em primeiro lugar no curso de Medicina da Universidade Federal do Piauí (UFPI) pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU) 2022/1. Para celebrar a aprovação, o Instituto São José reuniu os futuros universitários, amigos e educadores. 

João Pedro atingiu a pontuação de 825,38, garantindo a vaga no sistema de ampla concorrência no curso superior mais concorrido da UFPI. O foco e a aposta na educação de qualidade foram cruciais no desempenho do estudante.

João Pedro (à esquerda) passou em primeiro lugar para Medicina na UFPI (Foto: reprodução)Aluno do Med Master e Med Premier, do Instituto São José, ele afirmou que dedicava cerca de 10 horas do dia para estudos, com muita leitura e resolução de até 100 questões das competências exigidas nas provas do Enem. Para a redação, João Pedro chegava a redigir quatro dissertações argumentativas por semana. 

José Rangel e João Pedro (Foto: reprodução)

O diretor administrativo do Instituto São José, José Rangel, explicou que o jovem passou a integrar o time do Instituto São José em 2021. Nas turmas dedicadas para aprovação em medicina, o estudante teve acesso a monitoria online e presencial, apoio psicológico e pedagógico individual e materiais exclusivos para preparação.

João Pedro precisava ultrapassar sua média de 770 pontos para chegar nos prestigiados 800 pontos, média ideal para o curso com base nas notas de corte. O resultado foi positivo através da metodologia do Instituto São José, que envolve desenvolvimento cognitivo, emocional e social dos estudantes.

“O diferencial do Instituto São José é justamente o acolhimento com o aluno, enxergamos o aluno como um todo e trabalhamos o emocional deles. É um conjunto de fatores que leva a gente a ter os melhores resultados no Enem, ou seja, 30% das vagas em medicina foram ocupadas por nossos alunos, um índice altíssimo”, ressaltou José Rangel.

Leia Mais


Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site