betano

SEÇÕES

Saiba o teor da conversa entre o presidente da Fifa e Vinicius Júnior

Presidente da Fifa anunciou que em breve vai formar uma comissão composta por jogadores em atividade para discutir propostas no sentido de combatero racismo no futebol.

Vinicius Jr teve encontro com o presidente da Fifa, Gianni Infantino | Joilson Marconne/CBF/Divulgação
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

ASeleção Brasileira recebeu a visita do presidente da Fifa,Gianni Infantino, durante reunião em Barcelona, na Espanha, para jogos amistosos na Europa. O dirigente teve encontro com a delegaçãobrasileira na quinta-feira e prometeu tomar medidas concretas contra o racismo.

"Não basta apenas falar. Precisamos agir de forma incisiva! Chega! É o bastante! O Brasil é o país mais importante do futebol mundial, e estamos unidos com a CBF para que outras federações também ajam firmemente contra a discriminação nos estádios, nas redes sociais e em todos os aspectos que envolvem o futebol", afirmou Infantino.

Infantino conversou com o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, e o atacante Vinicius Júnior, da Seleção Brasileira, que foi alvo de ataques racistasdurante jogo na Espanha, tendo grande repercussão na mídia. Durante o encontro, o presidente da Fifa anunciou que em breve vai formar uma comissão composta por jogadores em atividade para discutir propostas no sentido de combatero racismonofutebol.

Os dirigentes da Fifa e da CBF se dirigiram, logo após, a todos os jogadores da Seleção Brasileira e enfatizaram que as ações e campanhasrelacionadas a esse tema serão contínuas. Ednaldo Rodrigues ressaltou que o engajamento da Fifa na luta contra atos de preconceito no futebol fortalece as iniciativas tomadas em sua gestão pela CBF.

Leia Mais

"Somos a primeira federação do mundo a estabelecer a perda de pontos como punição para essas situações no Regulamento Geral das Competições. E devemos ir além. Recentemente, no Brasil, um torcedor foi identificado e preso após proferir ofensas racistas. O racismo é um crime, e não podemos tolerar crimes. Esperamos que a sociedade como um todo abrace essa causa. Que a imprensa reforce essa mensagem. A CBF deseja que, por meio do futebol, o mundo volte a ser mais alegre", declarou Ednaldo Rodrigues.

No término do encontro, Infantino ganhou uma camisa 9 da Seleção das mãos do capitão Casemiro. Foi então que ele se direcionou até Richarlison para pedir permissão para vestir a camisa. Sorridente, o atacante autorizou fizalizaram com um abraço.

Neste sábado (17), a Seleção Brasileira entra em campo às 16h30 (horário de Brasília), para o duelo contra Guiné, no estádio Cornellà-El Prat. Já na próxima semana, o desafio será cotnra Senegal,  na terça-feira, a partir das 16h, no Estádio de Alvalade. É aguardar e torcer pela Amarelinha.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site