betano

SEÇÕES

Conheça cinco lugares no mundo famosos pelos seus carnavais

Para quem quer algo diferente no Carnaval, mas, nem tanto

FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

Pode até ser que o Carnaval brasileiro seja considerado o mais famoso e contagiante do mundo. No entanto, as festanças que vemos por aqui estão longe de ser as únicas. Confira uma seleção de cinco festas carnavalescas que fazem sucesso pelo mundo. 

1 – Santa Cruz de Tenerife

O carnaval de Santa Cruz de Tenerife, uma das capitais das Ilhas Canárias, arquipélago espanhol situado próximo ao Marrocos, é bastante popular e considerado por muitos como o segundo maior do mundo, vindo apenas depois do celebrado no Rio de Janeiro.

Assim como acontece por aqui, a festança começa — oficialmente — na sexta-feira que antecede o fim de semana carnavalesco e é marcada por desfiles e muitas festas, e é encerrada na quarta-feira de cinzas com “el entierro de la sardina” (“enterro da sardinha”, em tradução livre), quando uma escultura feita de papel machê é queimada para simbolizar a expiação dos excessos cometidos durante os carnavais e a purificação para o início da quaresma.

2 – Veneza

Ninguém sabe ao certo quando é que o tradicional carnaval de Veneza começou a ser comemorado, mas existem registros históricos que apontam que as celebrações já aconteciam em meados do século 13. No entanto, os festejos, conhecidos pelas máscaras elaboradas e fantasias espetaculares, alcançaram o ápice de seu esplendor no século 18, e as festas e bailes de hoje em dia revisitam a magia daquela época.

As comemorações tipicamente começam entre duas e três semanas antes da quarta-feira de cinzas, e milhares de pessoas visitam a cidade italiana para participar de festas públicas, privadas e inclusive de um desfile de gôndolas que acontece no Rio di Cannaregio.

3 – Mardi Gras

A Mardi Gras — que significa “terça-feira gorda” em francês — mais famosa do mundo é, sem dúvida, a que é celebrada em Nova Orleans, nos EUA. As festas começam cerca de duas semanas antes do evento principal, que acontece na terça-feira que antecede a quarta-feira de cinzas e termina à meia-noite, quando, então, começa a quaresma.

As festividades atraem por volta de 750 mil pessoas todos os anos, que assistem aos desfiles de carros alegóricos e acumulam os colares de contas brilhantes e coloridas, moedas de ouro — não se anime, pois são todas de mentirinha —, e doces que são atirados à multidão. Também existem algumas áreas da cidade, como o Bairro Francês e Bourbon Street, onde a celebração fica mais... louca e é mais indicada ao público adulto.

4 – Binche

Listado pela UNESCO como Obra Maestra do Patrimônio Oral e Intangível da Humanidade, o Carnaval de Binche acontece na Bélgica e celebra as tradições e legado histórico do país. No entanto, apesar de ser tão “tradicional”, ninguém sabe ao certo o que deu origem às festividades, nem quando elas começaram — mas a figura central da festa é um personagem chamado Gille. Veja um grupo de Gilles preparados para curtir o carnaval a seguir:

Segundo a lenda, o Gille de Binche seria um descendente dos incas andinos que teria aparecido todo fantasiado durante uma festa organizada pela rainha francesa Maria Teresa de Áustria — esposa de Luís 14 — no século 16, e a população deve ter ficado maravilhada com a aparição do personagem, já que sua figura persiste até os dias atuais.

Hoje em dia, os homens de Binche desfilam com as curiosas vestimentas e máscaras — com olhos verdes, pequenos óculos e bigodinho estiloso — que você viu na imagem acima, e empunham gravetos para espantar os maus espíritos. Alguns também usam enormes enfeites na cabeça feitos com penas de avestruz e atiram laranjas nas pessoas que assistem ao desfile. Além dessa curiosa figura, também participam da festa camponeses, pierrôs, arlequins e, claro, a mulher de Gille.

5 – Trinidad e Tobago

O Carnaval de Trinidad e Tobago é celebrado oficialmente durante a segunda e terça-feira de carnaval, quando acontecem inúmeros desfiles, competições de fantasias e festas pelas ruas da cidade animados ao som de ritmos caribenhos como o calipso e a soca. No entanto, isso não significa que a população não organize incontáveis festanças nos dias que antecedem as comemorações carnavalescas.

Mas, oficialmente falando, o carnaval é “inaugurado” pelo J’Ouvert às quatro da manhã de segunda, quando foliões com os corpos cobertos de lama e tinta tomam as ruas da cidade e celebram o início das festividades até o nascer do sol. Depois é a vez dos mascarados saírem para festejar pelas ilhas do país insular, e a alegria rola solta até a madrugada da quarta-feira de cinzas.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site