betano

SEÇÕES

Sepse: entenda o problema que causou a morte de David Miranda

O ex-deputado federal David Miranda faleceu na última terça-feira (09), no Rio de Janeiro, após passar 9 meses internado na UTI

David Miranda morreu após 9 meses na UTI | Agência O Globo
FACEBOOKWHATSAPPTWITTERTELEGRAMMESSENGER

O ex-deputado federal David Miranda faleceu na última terça-feira (09), no Rio de Janeiro, após passar 9 meses internado na UTI. O ex-parlamentar, que tinha 37 anos e morreu um dia antes de completar 38, tratava um quadro de infecção gastrointestinal, e, enquanto internado, sofreu uma série de infecções, em um quadro de septicemia.

David Miranda foi internado na Clínica São Vicente, na Gávea, no dia 6 de agosto de 2022, com infecção gastrointestinal. O médico infectologista e acupunturista do Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura (CMBA), Marcelo Neubauer, explicou que esse problema costuma ser resultado do consumo de alimentos deteriorados e estragados.

A maior parte das infecções gastrointestinais costumam ser virais. Esse não são casos casos, são quadro de infecção autolimitada, e o paciente pode apesentar vômito e diarreia. O problema costuma ser mais complicado entre crianças e idosos, já nos adultos saudáveis, o quadro evolui bem. "A melhor maneira de prevenir essas infecções é tomar cuidado com a higiene e a procedência dos alimentos, se ele está deteriorado ou não. Alguns desses agentes que provocam essas infecções contaminam o alimento, mas não mudam nem o gosto nem o aspecto do alimento", afirma o médico ao site Terra.

O infectologista explica que existe ainda a infecçao bacteriana, que é mais grave e pode ter uma evolução pior. Os alimentos que mais se contaminam por bactérias são aqueles que possuem muita gordura, como chantilly e maionese, por exemplo. "Por isso, eles precisam ser tratados com cuidado, não podem ficar fora de refrigeração muito tempo e têm que ser manipulados com o máximo de higiene possível, inclusive a higiene de quem está preparando", destaca.

Sintomas

As doenças gástricas costumam ter sintomas típicos. O cirurgião geral e cirurgião bariátrico da Clínica Gastro ABC, André Augusto Pinto, aponta os principais sinais deste problema: azia; queimação retroesternal; dor epigástrica; refluxos persistentes, pós-alimentares ao deitar ou ao acordar; náuseas e vômitos.

Geralmente, estes sinais estão associados a alimentos que estimulam a produção ácida do estômago, como gorduras, frituras, enlatados, embutidos, comida com muito molho e condimentos em geral. O médico indica sempre procurar atendimento médico especializado quando os sintomas forem frequentes e recorrentes e que não melhoram com dieta, mudanças do hábito alimentar e de vida e medicamentos sintomáticos. 

Septicemia

A septicemia, segundo Neubauer, é uma reação exagerada do corpo frente a um quadro de infecção bacteriana grave. "Normalmente, nosso organismo produz uma resposta imunoinflamatória muito violenta que começa a deteriorar a função de alguns órgãos do corpo", explica. Segundo ele, o diagnóstico ocorre quando o paciente está com a pressão baixa, febre ou hipotermia (temperatura abaixo do normal) e as frequências cardíaca e respiratória altas. "É uma grave emergência clínica que precisa de tratamento muito rápido, pois a cada hora que se passa sem o tratamento adequado a mortalidade aumenta significativamente", afirma. As sepses, nas suas formas mais graves, podem evoluir para choque séptico.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos
betano Mapa do site